O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Quem prefere ver na liderança da Comunicação do SL Benfica?

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Estamos mal quando são SÓ os resultados a definir as capacidades de um treinador

Avatar
 ●  + 48 comentários  ● 
Como vamos percebendo por alguns discursos, criticar um treinador baseado em coisas concretas depois deste ter sido Bi-Campeão pelo Benfica não tem base de sustentação. Porque, está visto, ganhou dois campeonatos seguidos. E como ganhou é porque é bom. E como ganhou, a sua competência não pode ser posta em causa. E é por isso que isto da bola é magnífico, porque sendo esta a teoria de alguns, todos nós estamos certos em algum momento da vida.

Rui Vitória ganha é bom. Rui Vitória perde é mau. Ou seja, como visto está que 90% dos treinadores saem dos clubes SEMPRE pela porta pequena (mesmo os treinadores de maior gabarito), o melhor é sempre dizer que são maus porque todos os treinadores serão de facto maus em certo momento dos seus percursos em cada clube!

É assim que querem discutir a coisa, não é? Que quem tenha coisas negativas a apontar a Rui Vitória tem de guardar a viola no saco até perdermos um título, para aí sim virmos dar eco àquilo que sempre quisemos dizer, mas nessa altura com muito mais sabedoria!

Até porque o treinador que perde e que ganha, e que entra pela porta grande e sai sempre pela pequena (mesmo tendo ganho muita coisa pelo caminho), nem é o mesmo nem nada, certo?

Não, meus amigos, ERRADO!

Nem quem ganha é necessariamente BOM nem quem perde é necessariamente MAU! Difícil de entender?

Então vamos lembrar por exemplo Jaime Pacheco, campeão nacional pelo Boavista, um dos feitos mais extraordinários de SEMPRE na história do futebol português. O que se seguiu de bom na carreira deste aparentemente excelente treinador desde esse tão extraordinário resultado? Ou era assim tão bom que não conseguiu replicar a forma milagrosa do êxito em mais clube nenhum?!

É que eu garanto que posso andar mais 30 anos a desmontar a teoria daqueles que apelidarem Jaime Pacheco de mau treinador com o chavão do: “Mau?! Diz-me lá outro que tenha sido capaz de ser Campeão Nacional com o Boavista!”, se for assim que queiram discutir a coisa!

Caso único? Olhem, por exemplo o Domingos Paciência, que levou o Braga a uma final da Liga Europa e quase, quase a um título de campeão em Portugal! O que se seguiu de bom na carreira deste aparentemente excelente treinador, depois de tão bom desempenho ao serviço do Braga?

Querem falar do extraordinário treinador Inácio, campeão nacional pelo Sporting ao fim de 18 anos?! E desde então, nada?! Perdeu a fórmula do êxito?!

Então como é amigos? É assim que querem debater quando o assunto for treinadores? Não a apontar erros e virtudes, não a falar de coisas concretas, mas a resumir tudo ao que se ganha ou ao que se perde?

Rui Vitória venceu uma Taça de Portugal a Jorge Jesus. Conclusão: Rui Vitória melhor que Jesus.

Jorge Jesus elimina Juventus da Liga Europa. Conclusão: Jorge Jesus melhor que António Conte.

Rui Vitória perde no Bessa contra o Boavista. Conclusão: Jorge Simão melhor que Rui Vitória.

Na segunda volta, Benfica dá 6-0 na Luz ao Boavista de Jorge Simão. Conclusão: Rui Vitória volta a ser melhor que Simão.

É assim, não é?

É que eu sou do tempo em que ouvi muita gente a defender para treinador do Benfica, esse extraordinário treinador que tem tido uma carreira fulgurante chamado Humberto Coelho. Tudo porque, um dia foi selecionador nacional com um grupo DE LUXO, e levou Portugal a uma meia final de um Europeu! Ah, e para abonar ainda mais em mérito do treinador, ainda dizem alguns que a equipa do Humberto Coelho jogava um futebol fantástico! Sim, a equipa do Humberto Coelho...

Nada de ser a equipa do Figo, do Rui Costa, do Paulo Sousa, do João Pinto e outros que tais que jogavam de olhos fechados! Não, era a equipa do Humberto Coelho! E é assim pois que um “gajo” vira bom e é recomendado para o Benfica com uma carreira de meia dúzia de jogos!

Há até um caso de um treinador fantástico, um tal que até foi dos melhores do mundo, um tal de Brian Clough que conseguiu a proeza de ser campeão europeu com o Nottingham Forest! Sabem qual era o mérito do Clough? O carisma e a forma absolutamente ímpar como liderava o balneário, mas quem definia a tática e a escolha dos reforços era o adjunto! Quando o ego subiu à cabeça de Clough e o adjunto o deixou, Clough perdeu-se, até ter de engolir o orgulho e ir implorar ao adjunto que voltasse para ele! Vejam este filme fantástico, que recomendo:



Mas neste contexto e a uma escala mais pequena, podíamos lembrar um Domingos ou um André Vilas Boas. Quem eram os engenheiros da bola? Estes dois ou os seus adjuntos? E sim, também há adjuntos catedráticos da bola a quem depois faltam as características psicológicas para serem bons líderes e bons treinadores principais.

Já aqui escrevi mais do que uma vez que na maioria dos casos a importância dos treinadores está sobrevalorizada, e quando digo isto é dando foco aos resultados. Se é SÓ aos resultados alcançados que vamos buscar o veredicto da valia de um treinador, então estamos mal, até porque mesmo os mais consagrados têm percentagens de vitórias baixíssimas! Sim, mesmo o Ancelotti, mesmo o Benitez, mesmo o Pellegrini, até o Mourinho!

E se esta é uma realidade indesmentível, tem de se concluir pois que há grandes treinadores que perdem muito e há maus treinadores que até fazem trabalhos notáveis de quando em vez... Ou melhor, o trabalho até pode ser péssimo, mas com jogadores fantásticos ou até com trabalho herdado de outros treinadores fantásticos todos os brilharetes são possíveis! Acontece todos os dias e em todos os clubes, com os mais diversos treinadores!

Serve este texto para se concluir que Rui Vitória é um mau treinador?! Nada disso! Serve apenas para se perceber que quando se quiser discutir valias de treinadores, há muito mais onde ir buscar argumentos e sabedoria, do que apenas aos resultados!


terça-feira, 17 de outubro de 2017

A atitude de um treinador

Avatar
 ●  + 30 comentários  ● 

A postura de Mourinho é aquela que gostaria de ver no nosso Rui Vitória!

Custava muito, caro Rui Vitória, ter a atitude de um Mourinho? José disse numa única conferência de imprensa aquilo que eu gostaria de ter visto Rui Vitória dizer:

"O Benfica pelas minhas contas pode ser primeiro com 12 pontos, ou segundo, com 10. Com menos de dez não se qualifica. Acho que precisa obrigatoriamente de fazer pontos no jogo de amanhã"

"O que estive a tentar fazer hoje foi provar aos meus jogadores o que digo desde o início da fase de grupos, é que o Benfica é muito melhor do que o Basileia e do que o CSKA. "


Mister, foi preciso vir um treinador de outra equipa dizer isto que devia ser dito por si? Nunca o ouvi dizer que não devíamos ter perdido porque somos melhores, que apesar de tudo, queremos ganhar todos os jogos (pode nem acontecer ganhar dois) porque temos essa responsabilidade. 

Basta, a meu ver, isto para ver a diferença, daquilo que é um treinador conformado, sem coragem, ou reformulando, sem a coragem de colocar a fasquia mais alta. De se obrigar a ele e aos seus jogadores de fazer mais e melhor. 

Agora amanhã, aproveitem o embalo de jogar contra os melhores, para se motivarem ao máximo, e pelo menos, e mesmo que as coisas não estejam a correr de feição, não baixem a cabeça como em Basileia, refugiando o olhar no relvado, em vez de encherem o peito e correr contra o prejuízo. Mas mais uma vez, os jogadores jogam aquilo que o treinador os faz acreditar...

Quanto ao resto já sabem, SINTAM A MÍSTICA, CARREGA BENFICA!

Mourinho explica com matemática. Rui Vitória terá que fazer a "prova dos nove".

Avatar
 ●  + 22 comentários  ● 


"O Benfica soma derrotas nas duas primeiras jornada da Liga dos Campeões mas José Mourinho não altera a avaliação que fez ao Grupo A, destacando de novo que os encarnados são uma equipa bem melhor do que Basileia ou CSKA Moscovo, adversários que o Manchester já defrontou e venceu.

"O Benfica pelas minhas contas pode ser primeiro com 12 pontos, ou segundo, com 10. Com menos de dez não se qualifica. Acho que precisa obrigatoriamente de fazer pontos no jogo de amanhã", salientou esta terça-feira o treinador do Manchester United na conferência de imprensa de lançamento do jogo frente ao Benfica (quarta-feira, na Luz).

"A estratégia do Rui [Vitória] ser mais defensiva ou menos defensiva, não sei. Sei que estudei o melhor possível o Benfica. Mas vamos pensar mais em nós e menos no Benfica - tentar potenciar o que temos de bom e esconder fragilidades que também temos", acresentou, recusando comentar o facto do adversário estar numa situação complicada no Grupo A:

"Se se vão qualificar ou não, não é um problema meu. Isso acontece com o Benfica, como acontece com outras equipas. Há duas épocas aconteceu ao Manchester United e acontece regularmente com grandes equipas europeias, que ciclicamente não se conseguem qualificar. Mas ninguém sabe o que vai acontecer... o Benfica com 12 pontos é campeão de série e é só a matemática que me dá razão: o Benfica continua com as mesmas possibilidades que os outros, só tem de vencer os quatro jogos que lhe faltam."

"O que estive a tentar fazer hoje foi provar aos meus jogadores é o que digo desde o início da fase de grupos, é que o Benfica é muito melhor do que o Basileia e do que o CSKA. Agora provar isso aos jogadores em relação a uma equipa que perdeu os jogos com o CSKA em casa e 5-0 com o Basileia... Provar-lhes que o Benfica é de facto melhor? Acho que consegui provar. Às vezes, os resultados não são um indicador do real valor das equipas", encerrou." - Record.

Ouviu bem caro treinador do Sport Lisboa e Benfica? Guarde lá os RedPass Relvado no bolso e trate de ganhar o jogo.

Nota: Pelo visto, os bilhetes para a Champions, depois de uma subida a chegar aos 70%, agora são oferecidos. Gestão brilhante.

Que nome se dá a quem se incrimina em público?

Avatar
 ●  + 49 comentários  ● 

Respostas cirúrgicas e que desafiam os mentirosos. E sem precisarem da "Comunicação".

Avatar
 ●  + 54 comentários  ● 

Rui Gomes da Silva:
"Medíocres, petulantes, insolventes ... palhaços - ricos uns, pobres outros - de um circo que teima em não ter dinheiro para lhes pagar as figuras que fazem.

Por isso ... porque eles não compreendem outra linguagem nem outro caminho ... deixo sempre o meu apelo, para “estas coisas”: olho por olho, dente por dente.

Aqui, e porque de futebol se trata, também a melhor defesa é o ataque!

Já agora, para terminar, o conteúdo daquele mail não corresponde à verdade! Como outros documentos que já apareceram!

Desafio-os - até - a meterem-me uma ação por lhes chamar aqui ... mentirosos!

Ponto final no assunto!" - Crónica semanal no NGB.

João Correia:
"Queremos saber a verdade. Não temos os emails, não sei se são verdadeiros ou falsos. Não sei, nem quero saber. Quero é saber se aquilo é verdadeiro ou falso. É verdade que o Benfica obteve resultados desportivos por virtude de corrupção, coacção?

Algum resultado foi obtido através de coacção? De corrupção? De sedução? De influências perversas e excessivas relativamente a agentes desportivos? Se sim, o Benfica tem de ser punido. Se não, quem é que vai ser punido? Este é o desafio que nós, juristas, lançamos. Investigue-se se algum resultado foi obtido por via de coacção, trafico de influências, sedução, qual o meio perverso

Venham a esta casa e verifiquem se o que é divulgado corresponde à verdade. Aquilo que interessa verdadeiramente para o mundo e indústria do futebol é se aqueles emails têm correspondência com a prática de crimes e se esses crimes existem". - Record.

Equipa que acredita no seu treinador corre SEMPRE. Se baixou os braços é porque perdeu a crença!

Avatar
 ●  + 73 comentários  ● 
Não posso evidentemente concordar com todos aqueles que pretendem colocar o ónus das culpas neste péssimo início de época nos jogadores.

E muito menos quando dizem que quando não ganham é porque são Primas Donas, que deixaram de correr e se cansaram de ganhar!

E muito mas muito menos ainda quando se quer dar a ideia de querer fazer uma análise sustentada e realista ao momento do Benfica mas, passando por tudo ignorando o papel do treinador e do Presidente neste problema, passando estes quase como vítimas colaterais de uma espécie de um complot que surgiu no balneário sem que ninguém explique porquê!

O treinador está portanto a salvo da crítica porque... Ah é Bi-Campeão Nacional, ou seja, a sua competência nem merece ser discutida...

E o plantel Tetra-Campeão Nacional?! Estes é que ainda têm de provar a sua vontade, a sua abnegação, o seu brio?! Se é essa a tese que querem passar, terão de facto em mim sempre um fiel opositor, até porque, não vejo de facto o Benfica a não correr, não vejo o Jonas com menos vontade de ganhar do que sempre vi, não vejo o Rafa a não querer fazer as coisas bem (mesmo que faça tudo mal), não vejo o Fejsa a não deixar tudo em campo embora esteja preso por arames, e o Luisão, querem-me fazer crer que tem estado mal porque perdeu a vontade de estar bem?

E alguns "cepos" que por lá andam?! O problema é os cepos não correrem?! Basta correrem para se transformarem em bons jogadores de futebol e ganhar jogos?!

Em suma, não vejo o Benfica a não querer. O que vejo é uma equipa muitíssimo descrente, muitíssimo desconfiada, com muitíssimas deficiências, e com uma pressão imensa nos seus ombros porque perceberam bem cedo que as expetativas sobre eles este ano estavam desfasadas da realidade! E isso é um pecado capital no futebol, a gestão das expetativas, quando os jogadores são os primeiros a NÃO ACREDITAR e a saber que a sua sina está traçada e que no fim vai sobrar para eles!

Achar-se que tudo se resume a correr ou não correr é perceber muito pouco disto e achar-se que nos jogadores o aspeto anímico não conta, que a TRAPALHADA, e digo TRAPALHADA para não chamar TRAMPA, TRAMPA DA GROSSA, AMADORA MESMO que foi o planeamento desta época não é também percebido pelos jogadores. Os adeptos sentiram (os lúcidos e que não vivem em negação pelo menos), e os jogadores não sentem?!

Chegamos a Outubro ainda em regime de pré-época e a testar soluções, chegamos a Outubro finalmente à procura de reforços para Janeiro que todos sabiam já ser precisos para Julho último, chegamos a Outubro claramente conscientes de que o plantel construído não está à altura dos pergaminhos do clube, e a culpa é dos jogadores TETRA-CAMPEÕES (ou os que SOBRARAM deles)?! Os jogadores que NADA DECIDEM, que COMEM E CALAM, e que quando PERDEM são eles que não correm, estes é que têm a culpa?!

E o treinador, nada?!

Mas porra! Este Benfica tem fio de jogo?! Este Benfica tem uma ideia vinda do banco?! Este Benfica que anda há meses seguidos, jogo após jogo incapaz de vencer UMA batalha de meio campo e continua a jogar SEMPRE da mesma maneira, sempre na mesma fórmula já GASTA, e a culpa é dos jogadores?!

Então mas assumindo que no Benfica há, como alguns dizem, Red Pass Relvado, isso é assumir que a culpa é de quem? E se há adeptos a sentir isso, o que dizer SE os jogadores sentirem o mesmo? Que mossa causa isso no grupo?

Então mas vêm para aqui criticar os jogadores e achar que não jogam os melhores, e o treinador, NADA? O treinador não tem nada a ver com o facto de jogarem os “piores” (segundo eles)?!

A teoria é portanto que o Benfica não ganha porque os jogadores não correm? Que meter o Diogo por exemplo no lugar do Rafa vai trazer mais VONTADE?! Mas o Rafa não tem vontade? Não corre? Não sua a camisola? E se calhar também não olha para o banco a desejar que no banco estivesse alguém capaz de o ajudar e fazer alguma coisa dele, e nada vê?

Aquilo que eu acredito?

1. Em primeiro lugar a verdade de la Palisse: Se o Benfica não ganha porque os jogadores não correm, o treinador tem SEMPRE responsabilidade nisto! Equipa que acredita no seu treinador corre SEMPRE. Se baixou os braços é porque perdeu a crença!

2. Em segundo lugar, se alguns dos críticos estiverem certos e que no Benfica há mesmo um Red Pass relvado, o treinador há muito que perdeu a confiança dos jogadores. E se perdeu, CAPUT, acabou! Hora de sair e vir outro.

3. O óbvio, que se o plantel apresenta GRANDES deficiências (anunciadas em devido tempo, só os entendidos não viram), isso é culpa de quem? Dos jogadores?!

Foram os jogadores, que podendo vender meio Jimenez por 25 milhões preferiram vender Mitroglou?! O que diz isso de quem tomou essa desastrosa decisão? Se LFV tivesse um pingo de vergonha nem confessava uma coisa dessas! O pior que pode acontecer em qualquer grupo é este sentir que quem o lidera não percebe nada daquilo!

E não podia acabar esta análise, claro, sem referir as INÚMERAS culpas no cartório da Direção nesta situação. A Direção que achou que o plantel e o treinador eram coisas menores, porque a FAMOSA ESTRUTURA É que ganha campeonatos!

A FAMOSA ESTRUTURA... liderada por esse génio do futebol de nome... Luís Filipe Vieira!

E sobre esta ideia quero apenas lembrar o que Carlos Pereira disse numa entrevista ao Expresso esta última semana:

O Luís Filipe Vieira é uma personagem que apareceu e que eu conheci ainda como empresário dos pneus, que depois foi para o Alverca e tem uma visão mais larga, que fez a transformação que se vê no Benfica. Eu não sei se ele conhece muito de futebol, mas conhece muito de negócio e soube rodear-se de uma figura que não se conhece que é o Domingos Soares de Oliveira e de uma outra figura que é o Paulo Gonçalves, que têm feito de Luís Filipe Vieira um grande presidente.”

E isto resume tudo o que aqui defendo há anos: Bem sei que as luzes da ribalta são tentadoras mas, Luís Filipe Vieira que regresse ao gabinete, que dispa o fato de treino e abandone o Seixal, que gira o futebol como gere as modalidades (criando as condições do sucesso mas decidindo ZERO no terreno) e que deixe a gestão do futebol para quem sabe!


recentes

ranking

Em Defesa do Benfica