O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Quem prefere ver na liderança da Comunicação do SL Benfica?

terça-feira, 18 de julho de 2017

Fora de campo: os profissionais da indignação que ocasionalmente vestem "Je suis Charlie"

Avatar
 ●  + 129 comentários  ● 
Os profissionais da indignação levantam-se em uníssono!

Contra quê? 

Indignados com os 13 milhões doados pelos portugueses e que estão presos sabe-se lá onde enquanto os cidadãos a quem se destinavam continuam a passar necessidade?

Indignados pelas toneladas de roupas, medicação e alimentos que estão armazenados em tendas e armazéns e que estão interditos às organizações de cidadãos que os querem distribuir à população idosa que não tem meios de transporte próprio e que não pode se deslocar ao centro de distribuição definido por uma outra organização insensível à realidade e magnitude da tragédia?

Indignados por mais de 60 cidadãos que morreram de forma trágica e que, passado um mês, ainda nada foi feito para que “outro Pedrogão” não surja como se viu em Mangualde ou em Alijó?

Indignados por um SIRESP que até distribui dividendos mas que não funciona para aquilo que foi contratado nem pode ser responsabilizado por isso?

Indignados por um banco público que precisou de mais de 4.000M€ dos nossos impostos (e vai precisar de mais ainda) e afinal não há responsáveis por esse buraco? Foi “a crise”?

Indignados por armas de guerra ter sido roubadas por falta de meios de quem as deveria guardar enquanto se pagam centenas de milhões de euros em rendas à EDP ou PPP’s rodoviárias?

Indignados por ninguém se demitir e assumir as suas responsabilidades?

Indignados por políticos incapazes de resolver qualquer problema mais complicado em tempo útil?

Não. 

Isso são coisas menores. 

O que realmente indigna os profissionais da indignação são as opiniões, polémicas ou não, de um médico que teve realizações notáveis ao serviço da humanidade e que com isso salvou VIDAS. 

O que realmente indigna os profissionais da indignação são as opiniões de um advogado que, polémico ou não, limita-se a repetir o que o comum dos portugueses diz quando está numa sala de espera qualquer deste país.

Isso sim obriga a conferências de imprensa inflamadas, a pedidos de demissão furiosos e até a abaixo assinados a exigir a decapitação dos envolvidos.

Parece que a liberdade de expressão é boa mas só após passar no crivo da censura da nova moral.


Da esquerda à direita, os militantes do "Je suis Charlie" suspenderam a liberdade de opinião.


O mais engraçado é que os profissionais da indignação eram os primeiros na fila da frente das manifestações a favor do “Charlie Hebdo” com pequenos cartazes a dizer: “Je Suis Charlie”.

Apetece é repetir as palavras do Rui Sinel de Cordes:



Já agora, quando forem à feira, vejam qual destes é o programa de facturação utilizado pelo vosso feirante preferido. 


Os outros comerciantes que pagam impostos e são obrigados a pagar por um programa de facturação para poderem ter a porta aberta estão curiosos.

Afinal há ou não liberdade de expressão?

129 comentários blogger

  1. Grande post

    Tudo dito sobre a CUmonicacao social em Portugal

    João Sereno

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente os "profissionais da indignação" são muitas vezes profissionais ao serviço de certos interesses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Especialmente os ao serviço de forças políticas ou grupos de interesse.

      Eliminar
  3. Deste-lhe bem neste post!

    Zé Pincel

    ResponderEliminar
  4. Exatamente. Liberdade de expressão é poder dizer o que se pensa por muito disparatado que seja... Desde que não se acuse alguém de forma infundada porque aí já são falsas acusações. Por exemplo... O que o jp faz não é liberdade de expressão.

    O que grande parte da malta defende é liberdade de expressão de quem pensa como eu... Je suis Charlie se o Charlie disser o que eu penso.
    Quem pensa diferente deve ser calado. Isso vê se desde a política ao futebol.

    Há uns dias disse aqui que ouvia sempre as bestas do dolbeth e do Batista... Acho que faz parte ouvir as opiniões de quem tem uma opinião contrária à nossa.. Só assim podemos fugir do "confirmation bias" de só ouvirmos quem tem opinião semelhante... E quanto mais os ouço mais acredito que são bestas, se não os ouvisse podia ter dúvidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se queres ouvir bestas não te faltam aí no teu clube também. Isto do pensar de forma diferente tem muito q se lhe diga....

      Eliminar
    2. "Acho que faz parte ouvir as opiniões de quem tem uma opinião contrária à nossa."

      Martins, nem mais.

      Eliminar
    3. Sou Sportinguista e venho aqui todos os dias porque gosto de saber como os Benfiquistas vêem o seu clube e o que se passa no nosso futebol.
      Ninguém fica a perder por ler opiniões diferentes das nossas,até nos pode dar outra perspectiva.

      Saudações Leoninas e desportivas também mesmo para quem for antiSCP.

      Miguel

      Eliminar
    4. Shadows em Portugal grave são uns comentários felizes ou infelizes sobre uma comunidade. Não vi foi ninguém a dizer... ah e tal é mentira!
      Uma declarações e pedem demissaõ de um candidato.
      64 mortos (não morreu mais ninguém?) está tudo bem. Mudem de operador.

      Eliminar
  5. É isso mesmo e muito mais, Shadows. Muito bem !

    ResponderEliminar
  6. Shadows versão político. Dá para tudo por aqui :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda estou à espera do convite para a caracolada... :)

      Eliminar
    2. Oh, caro Shadows, um dia, e provavelmente não demorará muito, quando for aí a Lisboa ver um jogo do Benfica, caracolada e uns finos fresquinhos serão da minha conta. Com verdadeiros benfiquistas, será um gosto e um prazer. Fica aqui a minha palavra.

      Eliminar
  7. Simplesmente ESPETACULAR! O politicamente correto invade-nos as casas através da CS.
    Hoje em dia há palavras que não podemos dizer pois somos logo conotados com extremismos...mas no fundo não serão eles?
    Shadows, os meus parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. A questão é mesmo essa: quem defende a não utilização de rótulos é o primeiro a colocar rótulos nos outros. Racista, homofóbico, xenófobo...tudo serve para atacar quem não tem a mesma opinião que a brigada do politicamente correcto.

      Sinceramente, estou um pouco farto desta cambada.

      Eliminar
  8. Será por haver eleições que agora este blog está transformado em "politiqueiro". Estão a dividir os benfiquistas em "esquerda e direita"?
    Vamos lá recentrar o blog em temas que digam respeito a todos os benfiquistas.
    Saudações benfiquistas.
    Trotas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este OFF-SIDE foi muito bem tirado. Visão soberba tem este Shadows.

      Eliminar
    2. Trotas, o blogue nada tem de politiqueiro nem vai puxar por nenhum partido ou personalidade em qualquer eleição municipal ou nacional.

      No entanto, defendo que um espaço destes serve também para demonstrar que quem discute futebol tem também capacidade para discutir coisas bem mais importantes que 22 gajos a correr atrás de uma bola.

      Eliminar
    3. Este tem tudo de futebol, basta fazer as devidas analogias

      O futebol foi desde sempre usando e abusado por políticos, e nos últimos 40 anos por organizacoes criminosas. A comunicacao social, enveredou pelo caminho mais curto, mais fácil, mais rentável do ponto de vista pessoal, o mais sujo, menos credivel aliando-se ao bando dos últimos 40 anos sem rodeios e sem escrúpulos.

      Por tudo isto resta-nos apontar-lhes o dedo sem medos e sem qualquer preconceito como fez o Shadows.

      José Costa

      Eliminar
  9. Depende do conceito Liberdade, para mim liberdade é algo mt limitado ou seja é quantificavêl, só es realmente livre no teu pensamento, mas nao podendo manifestar esse pensamento estas preso no teu eu, por outro lado se manifestares essa liberdade ela choca com a liberdade de outro, logo ai acaba a tua e começa a do outro.

    Jorge bruno da costa carvalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A liberdade choca com a do outro se fores além de manifestar o teu pensamento. Ter uma opinião é um direito assim como partilhar a mesma. O que há hoje é muita gente incapaz de aceitar opiniões contrárias. Gente para quem o FB serve para serem polícias dos costumes.

      Eliminar
  10. Clap clap clap, em pé.
    Eles não são indignados, eles são os hipócritas.
    Mas é o que temos infelizmente.
    Na política e principalmente no jornalismo desportivo.
    Fernando Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jornalismo desportivo e no restante. Quando vi comparar as declarações do André Ventura às do eurodeputado do PS que chamou cigana a outra militante do seu partido...

      Eliminar
  11. Sugiro que cries um blog para explanares as tuas ideias direitistas, já que o SLB é um clube plural e transversal em termos ideológicos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem direita, nem centro nem esquerda. A minha opinião apenas. O SL Benfica sempre foi um clube democrático e defensor da liberdade por isso parece-me que esta casa de benfiquistas é um sítio adequado para também se falar destes temas, José.

      Eliminar
    2. José Sousa, este post nada tem de direita.

      Se assim é recomendo que fales com o candidato do BE a Loures sobre o que ele disse dos meninos de Cascais e a sua associação a gangues. Ele tb é de direita?

      Capa do Jornal i ontem

      Isto tambem é discriminação racial? Rotularem inapropriada?

      Este é um dos posts mais esclarecidos que passou por aqui nos últimos tempos, pragmático e sem dogmas

      É de política mas se fizeres as devidas comparações, tem muito de futebol

      José Costa

      Eliminar
    3. José Sousa deixar as pessoas ter opinião e exprimi-las é ter ideias direitistas?

      Eliminar
    4. Fazer generalizações irresponsàveis e populistas, como fez o Ventura, e pelos vistos o tipo do bloco de esquerda, para mim é inadmissível. E peço desculpa ao Shadows pelo comentário mais exaltado, mas não gosto que se fale de política neste blog, porque somos todos do Glorioso(menos o jotapê) mas politicamente estamos em planos diametralmente opostos. Eu sou Marxista-Leninista, escumalha esquerdista para muitos dos que aqui comentam,e para mim o Ventura levava com um processo crime naqueles costados por ser um populista demagogo irresponsável. O que ele disse ultrapassa, na minha opinião, a liberdade de expressão, porque fez aquela afirmação com objectivos políticos, de granjear popularidade e tempo de antena, pouco se importando se estava a contribuir para estigmatizar um grupo estereotipado. Porque, na minha maneira de ver, se entre 100 ciganos, 99 viverem como párias e do RSI, a obrigação do Estado de Direito e dos titulares ou candidatos a titulares de cargos publicos é velar que o único que trabalha não seja discriminado pela sua etnia, cor de pele ou credo. É muito fácil aos membros do grupo dominante numa sociedade apontar o dedo aos outros e exigir a sua erradicação, punição, integração compulsiva. Mas quando os emigrantes portugueses em França eram tratados como lixo, a indignação era geral. É como diz um parvalhão que por aqui anda... pimenta no cu...

      Eliminar
  12. Clap, clap... nem mais Shadows.
    É um fado que teimamos em carregar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que parecia estar a desaparecer com a modernidade mas afinal estamos a regressar ao tempo da polícia dos costumes...enfim. Abraço

      Eliminar
  13. E se alguém ainda duvidar, vá ao edifício da Segurança Social a Loures e veja por si. Que preste atenção a alguns pormenores:

    - A quem estão "reservados" os postos de atendimento do r/c e ai de quem ouse aproximar-se!

    - E se quiser aproveitar a viagem para ser atendido, é melhor que não tenha pressa. Aliás poderá observar as crianças-viaverde. Consiste na cedência sucessiva da criança a um semelhante, para que possa passar à frente de cada comum cidadão que queira ser atendido. Com toda a lata e toda a arrogância que se possa imaginar.

    Felizmente, há uns anos que no primeiro andar passaram a funcionar outros balcões de atendimento. O que permitiu que os que contribuem também pudessem ser atendidos, pois antes apenas a tesouraria lhes era permitido aceder.

    E depois do dia bem passado, escolha uma qualquer escola e tente encontrar um funcionário que já não tenha sido ameaçado por chamar a atenção da falta de assiduidade dos meninos (é fundamental os putos frequentarem a escola, caso contrário o subsidio acaba, o que acontecendo leva em peso toda a tribo ao edifício da Segurança Social para protestar).

    Há dois ou três anos, ouvi uma história engraçada. Um senhor residente num certo bairro social ficou doente e teve que ser internado. Elementos de uma destas tribos maltratadas por todos nós ocupou-lhe a casa. Quando a policia tentou despejá-los encontrou a rua bloqueada pelos primos próximos e afastados que se insurgiam perante ~tamanha atrocidade. Tinham filhos e necessitavam de casas... Pois, mas nós os xenófobos não lhas davamos.

    O cartão do cidadão foi outra atrocidade. Já não era possível ter vários BI's, vários nomes e consequentemente vários subsidios.

    Talvez um dia a lei se cumpra e todos os que tenham necessidade de um subsidio e a ele tenham doreito o possam ter realmente. O mesmo é válido para uma casa digna ou para qualquer outra coisa que todos os cidadãos devem ter acesso, independentemente da sua raça, origem, nacionalidade, sexo ou condição social. Mas não enquanto, como diz a velha canção, uns comam tudo e não deixem nada.

    Rui Pinheiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo relato, Rui. A questão não se deve só colocar numa única etnia, raça ou grupo. Só que há locais do país em que são grupos específicos que causam problemas graves e que condicionam até funcionários da Seg Social com ameaças e perseguições.

      Não se deve generalizar mas que isso não sirva para branquear situações como esta.

      Eliminar
  14. Cumprimentos, Shadows. Cada vez melhor em tudo o que escreve.

    ResponderEliminar
  15. Mas o Ventura disse alguma mentira?
    Peço desculpa para não ofender racialmente ninguém, mas negros, ciganos e muçulmanos não podem ouvir críticas?
    É só ir aos CTT dia 20 e vir a fila de ciganas gordas e balofas que se amontoam para receber o seu rendimento estatal correspondente ao rendimento mínimo e ao abono pela equipa de futebol de filhos que têm, e os maridos à espera no exterior nos seus Mercedes semi novos ou carrinhas novas em folha.
    Haja coragem para dizer o que ele disse. Vou-me recensear em Loures e terá o meu voto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rudolfo, penso que o AV se referia ao caso específico da CM para onde se candidata. Há gente de "todas as cores" que não gosta de trabalhar e vive à custa dos nossos impostos.

      O que não aceito é que venham logo chamar xenófobo ou outras coisas deste género por alguém denunciar um caso específico. Se calhar falta a alguns deputados ou dirigentes políticos andar por esses locais e sentirem o que alguns cidadãos indefesos sentem.

      Eliminar
  16. Isto foi o momento Geração Loures ou Geração Ventura?
    Quero vir aqui ler sobre o Maior, o Glorioso, o nosso Benfica.
    Escreve sobre tudo o que quiseres. Mas pensa melhor se vale de alguma coisa utilizares este espaço para proteger um gajo que, caso atacasse todas as semanas o nosso Clube, teria tudo para ser classificado por todos nós como um Beto/Estúpido/Pateta/Manipulador/Cínico/Lambe-Cús.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, não estou a defender ninguém em particular. Estou a defender a liberdade de eu ou qualquer outro podermos emitir uma opinião sem termos uma cambada de hipócritas atrás a chamarem-nos de xenófobos, homofóbicos ou outros nomes destes.

      Eliminar
    2. Definiste mesmo bem o babaloser e toda a cambada que lhe lambe o traseiro.

      O que será que acontecia se o Ventura incentivasse os Benfiquistas a pegar em armas e dar tiros aos sapos, como velho nojento dolbeth fez e faz constantemente naquela espécie de circo freak que passa na sapoing tv.

      Estes lagartos não têm noção do ridículo..

      Otavio Machado

      Eliminar
  17. Caro Shadows desde que entrou para là o Vieira o nosso Benfica "o Glorioso" mudou. Jà nao é o clube proximo do povo como era antigamente. O Benfica fechou-se. Hoje o Benfica faz parte deste "sistema" que serve os interesses de outros.O Benfica actual perdeu a identidade que tinha. As vitórias nao fazem tudo. A identidade... SIM.
    Ps: podem insultar-me á vontade se quiserem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel, desculpa mas neste post não falo do Benfica. Poderemos falar do que mencionas noutro post mas acho que não se adequa a este tema. Obrigado. Abraço

      Eliminar
  18. Aplauso e apoiado!

    ResponderEliminar
  19. Eu não me importo que quem quer que seja tenha opinião em desfavor de uma minoria qualquer. Depois tambem eu posso rotular essa pessoa de preconceituosa.

    Mas se essa pessoa desempenhar ou vier a desempenhar cargos públicos, onde pode prejudicar uma qualquer minoria apenas por preconceito, a conversa muda de figura.

    Há que saber separar as coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se discriminar a maioria por eleitoralismo!
      Como é que se sente estando num Hospital e passarem-lhe à frente várias pessoas de certas etnias só porque a sociedade supostamente os discrimina permitindo-lhe tudo e mais um par de botas?

      Eliminar
    2. É mesmo isso, Pedro! Aqueles que dizem defender a igualdade são os primeiros a praticar a desigualdade.

      Eliminar
    3. Anónimo, o que o Pedro descreve é parte do problema. Todos observam o que se passa mas depois há uns censores que querem que acreditemos que o que vemos não existiu.

      Alguém que exerce cargos públicos tem que defender o bem comum e a lei. Entendes?

      Eliminar
    4. Os primeiros são lixo...

      Caro Shadows dentro do bem comum estão também aqueles que ele pos de parte, certo.

      Se ele os pos de parte, nao esta a servir o bem comum!

      Simples e lógico.

      Eliminar
  20. Algum dia haveríamos de estar de acordo Shadows.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela franqueza, NSC. Abraço

      Eliminar
  21. Excelente post, Shadows.

    Espero não ofender ninguém, mas o que o Ventura disse foi tão e só a verdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que ele ou qualquer outro têm o direito de transmitir o que pensam sobre a realidade do país. Depois se todos concordam ou não...é outra coisa.
      Obrigado e abraço.

      Eliminar
  22. Muito bom Shadows,

    Concordo em absoluto.

    ResponderEliminar
  23. Fora de campo, como dentro de campo, não há anjinhos e anda tudo ao mesmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tu és o JP verdadeiro, o imitador ou um terceiro? :)

      Eliminar
    2. Cá está o exemplo. Isto não é opinião... é dizer coisas.

      Eliminar
  24. Meninos e meninas, todos aplaudem e assinam por baixo mas ninguém, isto é, o cidadão/povo português não quer sair deste podre, feio, horrível, asqueroso e repugnante status quo.
    Quando é altura de fazer a diferença e concretizar a real mudança...ganham sempre os mesmos alternadamente!!!

    País de povo resignado e de brandos costumes!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos problemas de Portugal é muita gente olhar para os partidos como quem olha para o clube do coração. Mesmo que depois se queixem da gestão ou decisões de quem eles próprios elegeram...

      Eliminar
    2. Shadows,

      não tenho partido do coração...porque procuro ser (sempre) fiel aos princípios de justiça, isenção e verdade.
      Agora, quando o destino do país está nas nossas mãos porque podemos escolher quem nos governa e vemos que a alternância é (quase) tudo farinha do mesmo saco...e poucas diferenças existem!!!
      Sempre os mesmos e as mesmas políticas.

      Conclusão: o povo português é masoquista e assobia para o lado perante tanta negociata, compadrio, corrupção, esquemas, jobs for the boys, "cunhas", etc etc etc.

      Eliminar
    3. Nem mais

      o Benfica será sempre o Benfica...clube do coração

      Um partido político dependendo das pessoas que o lideram e das suas ideologias, políticas de circunstância ou programas eleitorais muda

      Infelizmente muitos dos Portugueses vê um partido como um clube.

      João Sereno

      Eliminar
    4. De maneira nenhuma Shadows! Ha cerca de 10 anos que posso participar em atos eleitorais e garanto-te que em todos os que participei nunca votei sempre no mesmo sentido. Daqui a uns 20 anos vai ser engraçado (provavelmente não) ver em que ponto estamos enquanto país ou mesmo enquanto sociedade global. Desde que haja futebol e festividades até lá, um gajo vai-se distraindo que é isso mesmo que eles querem.

      Ricardão

      Eliminar
  25. shadows, muito bom!!

    ResponderEliminar
  26. Excelente post! A temática OFF-SIDE que abordaste serve de ponte para discutir outros assuntos da nossa sociedade. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Conto de vez em quando trazer alguns "fora de campo" ao NGB. abraço

      Eliminar
  27. Eu tive o cuidado de ir ler a entrevista, ou melhor li apenas as 4,5 perguntas e respostas sobre a etnia em causa. O Andre ventura foi factual, disse apenas coisas que são comprovadas por todos os estudos efectuados a essa etnia e foi racional. Em momento algum foi racista ou xenofobo, pediu igualdade de tratamento, que eu saiba, igualdade de tratamento é o OPOSTO de racismo ou xenofobia. No máximo generalizou, parece que hoje em dia não se pode generalizar, o que faz-me rir, pq é senso comum, ou pelo menos pensava que era, que numa generalização injustiças são cometidas, pensava eu que toda a gente percebia o conceito de generalização e que não precisam de terceiros viessem explicar o lado negativo da mesma.

    A escumalha da esquerda fez a festa, montou o circo, andaram a masturbar-se na redes socias, assim como a escmumalha da direita fez a festa com os incendios e as supostas falhas do siresp.

    É o mundo que temos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pela primeira vez na vida estou de acordo contigo. Deves andar a tomar a medicina.

      Eliminar
    2. A questão nem é se foi factual ou não. É a opinião dele e ninguém tem o direito de o censurar por isso. Muitos menos os hipócritas do "Je suis Charlie".

      Eliminar
  28. Realmente ilustra bem a fase de "parvoíce" que vamos assistindo neste pais de "paninhos quentes"...a "javardice" da comunicação social começa a atingir níveis preocupantes!Mas como nada dura para sempre...melhores dias virão.

    ResponderEliminar
  29. Félix Iglésias19 julho, 2017 03:15

    Tomei conhecimento que agora vale tudo neste espaço !! A coberto da tão proclamada liberdade de expressão , distorcem-se os valores de um espaço que se pretendia apartidário. Note-se que digo apartidário e não apolitico , visto que , como é óbvio , tudo e todos somos politicos , na verdadeira essência da palavra. Escuso-me de comentar o acervo de disparates e inverdades relatados aqui. Termino com a frase final do " comentador" de serviço ........." afinal há ou não liberdade de expressão ? " . Há , sim senhor , como está provado pelo que se disse . Contudo , posso não concordar , mas estarei sempre do lado dos que lhe proporcionam essa sua liberdade de expressão .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é mesmo essa: posso discordar totalmente do que tu ou qualquer outro dizem ou pensam mas vou-me bater sempre para que o possam dizer ou pensar.

      Eliminar
  30. Alerta Vermelho19 julho, 2017 03:52

    O mais hipócrita de tudo isto, é que o André Ventura, expressou uma idéia colectiva do seu partido, e agora a direcção do seu próprio partido, ao constatar a reacção colectiva, também se demarca dele. Provavelmente, vai ser queimado, dentro do seu partido. Isto é hipocrisia pura. Os politícos hoje em dia, não são mais do que uns tecnocratas cata ventos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente mas isso será um problema dele... :)

      Eliminar
  31. Desculpa lá mas a liberdade de expressão não engloba discursos homofóbicos ou xenófobos.
    Se estivesse casada com uma cigana gostarias que alguém a chamasse de parasita e subsídio dependente?
    Se tivesses um filho homossexual gostarias que alguém o chamasse de anormal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosses do sporting gostavas que te chamassem bardamerda só por não seres do Benfica?

      Se fosses do sporting gostavas que na Benfica Tv se incentivasse a pegar em armas e dar tiros aos sportinguistas?

      E que tal um pouco de vergonha na cara? Não?

      Zé Pastel

      Eliminar
    2. John, estás a brincar? Todos têm o direito de dizer o que pensam.

      Eliminar
  32. É evidente que o André Ventura é um palerma desesperadamente à procura de votos. Quem é que neste país gosta de ciganos? Ninguém, excepto os ciganos. Vai daí apela aos palermas que acham que os maiores problemas de Loures são os ciganos. Apela àquela malta que se anima com o racismo para votar. Vamos ver quantos idiotas há em Loures. Vão ser tantos quantos os que votarem no André Ventura. Vamos ver então. Tira-se as casas aos ciganos. Tudo para a rua. E depois? Vão expulsá-los do concelho? Vão fazer o quê quando montarem acampamentos, abarracados? O Ventura pensou, tem um plano para quando tirar as casas aos ciganos? Não tem nada. Quer apenas recolher votos de palermas.

    JV

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se há tantos idiotas em loures como há no sporting de carnide - www.eascarnide.com/ - 86% não foi? lol

      O fumador de cuspo, profissional das falências, até pode cuspir na cara dos outros, pode chamar bardamerdas, pode incentivar a dar tiros aos benfiqwuistas, pode ameaçar enfiar uma perna no rabo do árbitor mas com medo que ele goste, neste caso o filho do árbitro já não é gente lol

      Vocês lagartos metem nojo à merda.

      Eliminar
  33. ate acho o puto um chico esperto vendido..mas disse alguma mentira? hoje em dia e tudo discriminacao e racismo

    ResponderEliminar
  34. O André Ventura disse aquilo que a maioria dos Portugueses pensa mas não diz.

    Não diz porque temos uma sociedade podre cheia de moralistas falsos que andam entre a política meio artístico e comunicação social a imporem os seus interesses. Reforço...INTERESSES e não ideias.

    Dos politicis, jornalistas, ou outra qualquer pessoa (incluindo neste blog) que se tenha insurgido contra o André Ventura, qual deles, já viveu, vive, ou conviveu com ciganos?

    Vá Charlies, digam sem medos, não metam a cabeça na areia. Perderam a tusa toda????

    Eu cresci num bairro social no meio dessa raça que usa e abusa de todos nós há décadas.

    Não sou racista, sou branco e casado com uma angolana, tenho amigos e familiares pretos (sim pretos e não negros), colegas no trabalho de diferentes nacionalidades e religiões

    Mas todos trabalham, pagam impostos, respeitam filas e o que têm negócios próprios estão registados nas finanças.

    Deixem-se de hipocrisias.

    A forma de descrever pode não ter sido a mais feliz, mas o que André Ventura disse, é uma realidade crua e nua aos olhos de todos, que nos sai bem caro.

    É uma etnia que simplesmente não está integrado na sociedade, que não quer estar, nem nunca estará. Vivem dos benefícios que Portugal e todos os estados membros da UE oferecem de mão beijada e como se não bastasse ainda abusam quem lhes paga e desrespeitam quem se lhes atravessa pelo caminho sempre com a bandeira do RACISMO

    Eu como branco, trabalhador e pagadores de impostos, nascido e criado em Portugal também sinto RACISMO com os abusos desta etnia cigana....e agora vocês os moralistas tb me dão apoio? Como ficamos?

    Luís Costa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "É uma etnia que simplesmente não está integrado na sociedade, que não quer estar, nem nunca estará. Vivem dos benefícios que Portugal e todos os estados membros da UE oferecem de mão beijada e como se não bastasse ainda abusam quem lhes paga e desrespeitam quem se lhes atravessa pelo caminho sempre com a bandeira do RACISMO"

      Mas o que você propõe? Os ciganos não se integram como você gostaria (já agora desconfio que você é dos que nunca disse uma palavra contra a situação ilegal dos no name boys - o respeito pela lei que é bom para os ciganos, não é preciso para as claques do benfica), ok. E então? Vai perseguí-los sistematicamente? Vai definir como prioridade a perseguição ao cigano até que ou saia de Portugal (os ciganos portugueses são portugueses) ou, impossível, deixe de ser cigano?

      Acho que a sua opção vai ser votar em candidatos que falam contra os ciganos e que depois de serem eleitos deixam como está porque nunca pensaram em políticas concretas, quiseram apenas mobilizar a antpatia ao cigano pare se alçarem ao poder.

      Até agora não vi um apoiante aqui do Ventura perguntar-se qual é o plano dele para os ciganos o que indica claramente que se estão mobilizados apenas pela tirada anti-cigano, sem preocupar-se com as políticas efectivas propostas e resultados expectáveis.

      André Ventura é um gajo que considerou como prova de um facto comentários anónimos num blog, alguns deles até escritos depois do suposto facto ter sido lançado. É um palerma sem dúvida, podendo ainda ser um advogado da entrada da xenofobia no ideáro político do país. É um sintoma da decadência do PSD sob a direcção de Passos Coelho.

      JV

      Eliminar
  35. Para quem esteja interessado na lavagem cerebral em curso pelos "mérdias" aconselho a ver este pequeno resumo que explica a miséria que vai por aí....o desenvolvimento da Teoria Critica e do Marxismo Cultural pela Escola de Frankfurt, tendente a destruir uma sociedade para construir uma nova..o politicamente correcto e o modo de chegar ao Comunismo de forma diferente...

    https://www.facebook.com/embaixadaresistencia/videos/1852019651780978/?hc_ref=ARTn8JXTcf1EfvO4I5RLJ73bQjPYyosGTPPIl45DCmg6UGTGNJHh5p_JlkYc0YcA2f0

    ResponderEliminar
  36. Carrega Shadows, e continua a carregar.

    ResponderEliminar
  37. Muito bom Shadows... Desde que o teu companheiro das caracoladas Jorge Jesus saiu, vai lá vai... :)))

    ResponderEliminar
  38. QUEM PRATICA E PROMOVE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, revela coragem, inteligência e dignidade. No espaço público a escuta activa e atenta poderá ser uma das nossas portas para uma qualquer "salvação social". Os entrincheirados mostram a sua fragilidade, que sejamos uma nação de Gente Á SÉRIA! E que aqui neste espaço os de opinião contrária sejam amparados e incentivados a expressarem as suas ideias. A nossa força é a pluralidade!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  39. Estou contigo, Shadows. Parabéns pela coragem de assumir o repúdio pelo denominado "politicamente correcto", que não leva a lado nenhum e reveste os seus praticantes de uma falsa cobertura de moral da tanga, um universalismo bacoco e desprovido de fundamento. Se votamos em alguém é para sermos bem representados e protegidos. Não para prejudicar a nossa qualidade de vida em nome da globalização e dos lugares-comuns que levam milhões ao desespero e à frustração, obrigados à tirania do silêncio crítico, ao trabalho precário e mal remunerado, à descaracterização da nossa identidade original e dos valores éticos e morais tradicionais. Já sabemos que este estado de coisas dá jeito a alguns que vão enchendo os bolsos à conta da cegueira e complacência das massas.
    Valha-nos o nosso amado Sport Lisboa e Benfica! Todos à Luz! Contra as cobras e lagartos, voar.. Voar :-)

    ResponderEliminar
  40. Os comentários a este texto profundamente reaccionário deixam-me triste.

    Já ninguém pensa, já ninguém raciocina. Reage-se salivando como os cães quando toca a sineta. Se a cor de fundo é vermelho, é bom. Se a cor de fundo for outra, é mau.

    Este não é o Benfica que defendeu os princípios democráticos durante 48 anos de ditadura, contra tudo e contra todos.

    Ao autor do texto, revendo-se nas ideias e declarações de André Ventura que, pensava eu, os benfiquistas condenavam, só posso considerar que é tão reaccionário, tão racista e tão fascista como o referido anormal que, para vergonha minha, é pago para falar em nome do meu clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o André Ventura tem razão, não vejo qual é o problema. Vá-se encher de ciganos a ver se gosta. Depois, se se der mal ou quiserem passar-lhe a perna, não se queixe.. Liberdade é poder dizer as coisas como elas são. Não pelo bem que soa. Isso é que é democracia.

      Eliminar
    2. Incentivar sportinguistas a pegar em armas e dar tiros aos benfiqwuistas não te indigna. O que te indigna é o que o andr+e ventura disse lol

      Estás apresentado.

      Eliminar
    3. Mas é mentira o que André disse?

      Eliminar
  41. O médico foi parvo e deselegante, sendo retrógrado até mais não ao dizer que a homossexualidade é uma anomalia. Pôs-se a julgar o Ronaldo (com quem não simpatizo) com uma facilidade chocante. Tem direito a isso tudo, se bem que classificar a homossexualidade como anomalia, para mim, é como classificar ser cigano ou preto ou judeu ou outra coisa qualquer como anomalia. Não acho que deva ser ilegal (lá está a liberdade de expressão) mas também não acho que deva passar sem crítica (novamente a liberdade de expressão). O médico, tantas vezes herói, foi desta vez um parvo. Acontece a todos.

    Não acompanhei o que o André ventura disse.

    De resto, quanto à liberdade de expressão, não deve ser passe livre para se dizer tudo. Não é um valor absoluto. A nossa liberdade começa não tanto onde acaba a dos outros, mas sim juntamente com a dos outros.

    Por outro lado, a indignação com tudo e com todos é uma indústria em si. Os partidos usam -na para descredibilizar adversários, a comunicação social para vender. Os dragartos usam-na para atacar o Benfica. Nesse sentido, tome -se bruno de carvalho como exemplo do que deve ser liberdade de expressão. Devemos defender que ele deve ter liberdade para dizer tudo? Ou deve a libertar dele ser restringida (por exemplo com multas ou processos) quando tal fizer sentido? Com gentil Martins ou André ventura ou bruno de carvalho é igual: deverão ter liberdade de expressão mas não podem estar imunes à crítica nem acima da lei.

    Salazar dizia algo curioso sobre a liberdade de expressão em Portugal: que a havia mas que também havia consequências. Numa democracia isso não muda, apenas se altera a amplitude do que pode ser dito. Também se alterou, do tempo de Salazar até agora, poder-se levar com a turba ululante (sempre quis escrever isto) dos indignados em cima. Uns indignados verdadeiramente, a maior parte por profissão ou clubismo político. Ossos do ofício.

    Por fim, o Shadows elencou uma série de razões que devem justamente indignar os portugueses. Mas acho que tirando os clubistas políticos e os profissionais da indignação, acho que estamos quase todos demasiado cansados da impunidade generalizada com que se cometem crimes que incluem, até, abusar da liberdade de expressão como forma de coagir (dragartos dragartos dragartos).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipe Ricardo19 julho, 2017 11:23

      MP

      Esse médico não é parvo nenhum, é um dos melhores e mais respeitados cirurgiões portugueses.

      A paneleiragem é uma anomalia e a "glorificação" da paneleiragem é uma aberração e uma completa inversão de valores.

      O "julgamento" de Ronaldo não foi feito com nenhuma facilidade chocante, vem de uma moral judaico-cristã enraízada há séculos que nos indica que uma criança deve ter pai e mãe constituídos como família. Imagina tu próprio o que seria se não tivesses mãe. Na verdade os 3 filhos de Ronaldo são dignos de pena pois não têm mãe.

      Eliminar
    2. Filipe, com o devido respeito, discordo. Não quanto ao médico ser dos melhores e mais respeitados cirurgiões portugueses. Sim, com a devida vénia e agradecimento. Também não acho que ele é parvo, acho que foi parvo naquele momento. Concordo ainda que a glorificação da homossexualidade (ou da heterossexualidade) é uma aberração. Já o desrepeito por uma pessoa ser homossexual, ou a falta do acolhimento - com naturalidade - de pessoas homossexuais na sociedade - é parvo. Por uma razão simples - qual é a alternativa que se oferece a uma pessoa homossexual? Que se case com alguém do sexo oposto, como a suposta moral judaico-cristã (atenção! há que distinguir a essência dos preceitos sociais: Cristo acolhia prostitutas até, os preceitos sociais atiravam-lhes pedras) quase forçava até há anos? Esse verniz da sociedade que se inquieta com a estética e racionaliza preconceitos não faz sentido nenhum. Tal como não faz o machismo, o racismo ou o anti-semitismo, por exemplo.

      Felizmente tenho mãe. Muitas crianças não têm - nalguns casos porque morreu, noutros porque fugiu, noutros porque a pseudo-mãe não tem instintos maternos normais - e não são menos por isso.

      Eliminar
    3. O facto do médico ser conhecido e ser competente na sua pequena área não o iliba de ser idiota e ignorante em muita áreas. Como o outro, o Barroso, outro idiota e sectário, também parvo!

      Eliminar
    4. Os Dr.e os Eng.atrás do nome ainda continuam a fascinar muito boa gente...

      Passados 40 anos de canga em cima, e ainda tem muito tuga que não conseguiu tirar a " carta de alforria "

      Depois de um período de seca terrivel, uma palavrosa politica cá do burgo optou como medida politica " não chove, Rezem à Nossa Senhora"

      E o burro sou eu?

      Eliminar
    5. Palmas para o insigne dr. Gentil Martins e para André ventura por falarem numas verdades que são mais que certas!

      Eliminar
    6. As opinioes sao como os cus, cada um tem o seu e dá quem quer !

      0 dr.G.Martins, arranjou sarna para se coçar e já tem idade suficiente para ser mais assertivo qua do emite opiniões.

      O André Ventura,viu ser-lhe retirada a confiança politica do CDS, e o PPC reiterar-lhe o apoio do PSD, mas vai acabar por sair politicamente queimado !

      Eliminar
    7. Filipe Ricardo19 julho, 2017 19:05

      MP

      Não há desrespeito nenhum, simplesmente é uma anomalia, é fora do normal.

      Qualquer pessoa (panilas ou não) é passível de integrar-se na sociedade, basta seguir o bom senso, já a questão do casamento panilas simplesmente é uma aberração e é uma inversão de valores, nunca deveria existir mas é o que tens graças aos esquerdopatas.

      Eliminar
    8. Filipe, a tua linguagem, só por si, mostra falta de respeito. Fora do normal é muita coisa, como por exemplo ter o cabelo pintado de roxo. Não está na norma, mas não tem mal nenhum. Chamar a alguém panilas (ainda que, neste caso, em abstracto) é falta de respeito. E tu sabe-lo muito bem. Teres essa atitude é problema teu. O pior é que afecta outros. Um miúdo inseguro sobre a sua sexualidade que te leia poderá interiorizar sentimentos muito perigosos sobre si mesmo. As palavras são armas poderosas. Podes ter as opiniões que quiseres. Pode quem quiser ficar ofendido. Podes fingir que não querias ofender ninguém. Mas esse fingimento não engana ninguém.

      Eliminar
    9. Sr. Filipe Ricardo: tem toda a razão! Os sodomitas, não satisfeitos em poder fazer o que lhes bem apetece, dentro e fora de portas, além de montarem os seus lobbies no meio da moda e media, onde são grande traficantes de influências, não contentes com isso, ainda vêm para a rua dar espectáculos degradantes sobre a abominação que é a contra-natureza das suas relações, exigir reduções nos impostos como se fossem casais, dito, normais, querem casar-se pela igreja, querem adoptar crianças.. Querem ser subsidiados nas suas práticas aberrantes.. Resultado: estamos a viver os tempos em que o que está certo e o que está errado trocam de posição com uma facilidade perigosa, o que contamina as consciências e a opinião pública. Há que denunciar, alto e bom som, esta agenda desviante que se construiu por forma a destruir as boas práticas e a instituição da família!

      Eliminar
    10. Filipe Ricardo20 julho, 2017 15:58

      MP

      Não é falta de respeito nenhuma nem pretendo ofender, é puro nojo, asco e repulsa pelas aberrações que se vêm cada vez mais especialmente na política, na comunicação social e até nas ruas.

      Eliminar
    11. Filipe Ricardo, se não é intencional, então, na minha opinião, é fobia. Trata-se com um psicólogo.

      Eliminar
    12. Filipe Ricardo21 julho, 2017 10:36

      MP

      Não é medo, é nojo, asco e repulsa.

      Eliminar
  42. Tudo muito bem, Shadows, mas enganou-se no cartoon inicial: é liberdade de expressão quando é contra os judeus; contra os outros temos de ser multiculturalistas, mesmo quando nos põem uma bomba.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem critica Israel é chamado de antissemita. Isto é muito comum. Pretende-se que Israel e o seu governo sejam acima de crítica, assim tipo divinos.

      JV

      Eliminar
  43. Enquanto os benfiquistas não perceberem e não se unirem perante o maior escândalo que existem em portugal que é a comunicação social tendenciosa que manipula como marionetes as pessoas , não vamos a lado nenhum. Vêem a comunicação social indignarem se com o canelas e quem premitiui essa alarvidade? Eles até almoçam com o presidente de um clube acabado de chegar para passar notícias So as que interessam. Vem eles interessados em tweets de macacos a gozar com o Benfica etc mas quando dizem que este ano tem dois jogos garantidos frente ao moreirense nem.uma palavra. Falam da entrevista do Carlos Queiroz sobre doping ? Que importa é os bruxos. O fairplay do Porto passa quase por pingos da chuva é tudo tratado com óleo e massagens , quando chega ao Benfica ou que é relacionado com o Benfica é ataques como nunca antes visto. Vejam a hipocrisia sobre apitos dourados . Vejam a forma como a sport TV nos tratava com contrato. Vejam a parcialidade desta fpf, da liga , da erc , da cmvm e do Conselho disciplina , quando é gritante à falta de critérios e as desculpas mirabolantes para safar os meninos do Porto e do Sporting e a comunicação social que faz ? Procura esclarecer ou contrariar essa tendência? Não prefere fazer parte dessa Pandilha, desrespeitando o público que devia ser informado com a verdade dos factos. No hóquei ainda viraram se contra o Benfica. Já no vôlei não vem a vergonha q se passa para o Sporting subir de divisão. Falar de Casagrande é tabu mas falar sobre picardias entre pique e Casillas já conta. Falar hora e meia em emails por dia conta mas falar sobre as ameaças da maia e analisar porque desceu Tiago Rodrigues isso já não importa. Falar sobre dias e dias da mão do pizzi e não falar dos 3 pênaltis contra o Sporting já conta. Falar sobre Mesquita Alves e o suicídio e operações fênix etc é praticamente tabu , Acho que nem nc existiu. Falar horas da claque do Benfica e não falar do livro do macaco ou dos bilhetes ilegais , demonstra bem o país que vivemos , So a cmtv e q qd se sentiu picada pelo roubo do mirlcrofone , mas cm devolveu já deixaram dd chatear o homem , só prova que um jornalismo bem feito isento e na procura da verdade descobre de muita coisa. É como falar horas da cartilha e não falar em dolbeths e outros ou na rapaziada 1906 isso sim demonstra bem a credibilidade que vivemos em portugal e a hipocrisia e o cinismo . E eu vou repetir isto até á exaustão porque é esta corja que tem que ser aniquilada. O Benfica é grande demais para as pessoas mesquinhas invejosas subservientes corruptas e hipócritas que vivem neste país.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes os jornalistas vinham do meio do povo, viviam em bairros. Hoje em dia os jornalistas vivem nos mesmos condomínios privados que os mafiosos de gravata. É tudo a mesma merda. Comem-se uns aos outros e esfregam-se na merda agarradinhos.

      A blogosfera é o novo jornalismo.

      Eliminar
  44. Concordo a 100% com a crítica sobre os políticos hipócritas que só sabem fazer bons discursos, politicamente correctos, e que atacam ferozmente quem tem pensamento diferente. Esses políticos são geralmente pessoas que pouco fizeram na vida para além de reclamar os seus direitos e em geral sempre estiveram encostados a empregos ou apoios do Estado. No Parlamento defendem os pobres desgraçados e no intervalo de sessões lá vão ao refeitório (pago pelo povo) para aveludar as cordas vocais com champanhe acompanhado por uns camarões a fim de ficarem preparados para mais uns discursos de apoio aos pobres.

    Quanto às intervenções do Gentil Martins e do André Ventura, acho que deveriam ter sido mais comedidas. E até poderiam ter chamado a atenção para as mesmas coisas, mas de um modo diferente. Obviamente que esta inabilidade para dizer algumas verdades é, para os donos do politicamente correto, um erro tremendo. Fazem um alarido tal com isso, que cada pessoa, no seu canto, ao assistir ao espectáculo, ficará a pensar que ela deverá ser a única que gostaria mais de ver discutidos os assuntos que os tais inábeis afloraram do que a questão da inabilidade dos autores. E a maioria silenciosa gostaria que os intervenientes políticos e a comunicação social não fugissem de discutir os reais problemas da sociedade.

    Sérgio.

    ResponderEliminar
  45. "Ciganos" existem em todas as raças e etnias. A chique-espertice até é aplaudida em Portugal. Há uns anos um psicólogo dizia que as pessoas continuavam a votar nos "Loureiros" e "Isaltinos" porque no fundo queriam ser como eles.
    Quem nunca andou no metro ou comboio, carris, sem pagar? Eu confesso que fiz as minhas, poucas mas fiz. A irreverência e às vezes estupidez da juventude calha a todos. Mas, agredir polícias? motoristas, cobradores ou fiscais? Outros utentes? Vandalizar como se não houvesse amanhã? Liberdade não é isto. Existem maus profissionais na autoridade, evidente como em todas as actividades.
    Penso que a melhor resposta, à malta do politicamente correcto, será dada nas urnas.
    Depois admiram-se que partidos nitidamente xenófobos tenham as votações que têm. A Le Pen perdeu as eleições. Sim, perdeu mas quatriplicou os votos. Quando dá jeito vêem o copo meio vazio, noutras meio cheio.
    O Estado falhou em Pedrogão Grande. As situações mesmo para um incêndio florestal naquela zona foram extremas é verdade. Mas os meios no terreno foram poucos desde bombeiros a GNR. As comunicações não funcionaram. O que estão à espera para disponibilizar de imediato pelo menos às famílias das vítimas uma verba mínima de 25/50 mil euros para despesas, se as mesmas já estão identificadas. Nem toda a gente tem dinheiro para as despesas imediatas como os funerais, deslocações para questões burocráticas,...,
    O nosso país está moralmente falido e cheio de gente indignada com merdas que não interessam às pessoas. O jornalismo não existe ou está refém de interesses.
    Quando os jornais ou tv's versam assuntos e leis que eu domino até me arrepia a ignorância...
    É um bom post do Shadows.

    Um bom post de alguém com opinião própria, fundamentada, que já vai escasseando por aí.
    O que eu vejo é gente a fazer forward de tweet's, post's e outros que tais com base em "fake new's" sem pensar e aprofundar o assunto.
    Depois, como vocês jovens dizem hoje, depois comem gelados com a testa.

    Cumprimentos,
    Sartago

    ResponderEliminar
  46. Não vamos ser cinicos, o que diriam os senhores se as afirmações do médico e do André Ventura fossem produzidas pelo Trump??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que diferença é que isso faz? Agora discutimos carteiros?
      As afirmações do André Ventura são factos conhecidos de todos. Não há o mínimo sinal de xenofobia ou racismo. Sò os hipócritas ou aqueles que se querem aproveitar da situação para lhe atirarem com porcaria, como é o caso dos dragartos que andam com uma pedra na mão para lhe atirar sempre que ele abre a boca.
      Já as do médico não são factos, são opiniões, algumas disparatadas, algo totalmente diferente!

      Eliminar
  47. O erro de sempre... cometido pelo sinel de cordes, Ricardo Araujo Pereira, entre outros...

    A liberdade de expressão como a que temos na constituição admite infracções no seu exercício. Isto é, a liberdade de expressão que os referidos e mesmo vocês e o autor do post querem ou pretendem definir não afasta que outros se possam sentir ofendidos.

    "Estou a defender a liberdade de eu ou qualquer outro podermos emitir uma opinião sem termos uma cambada de hipócritas atrás a chamarem-nos de xenófobos, homofóbicos ou outros nomes destes."

    Dar uma opinião não elimina a reacção.
    No fundo, o que o autor do post defende é a SUA forma do politicamente correcto. Isto é, as pessoas têm o direito de responderem como quiserem. ISSO é que é a democracia. Era só o que faltava a "cambada" não poder reagir. É por isso que não há nada mais politicamente correcto do que Sinel de Cordes - faz humor negro, mas não admite que as pessoas reajam à sua maneira.

    É igual a Trump. Quem está comigo, é meu amigo, quem está contra, é meu inimigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há coisa que nem Trump, nem eu, nem muito boa gente é, é ser um liberal/globalista maluquinho. E ainda bem!..

      Eliminar
  48. Portanto, deixem ver se percebi bem: "as pessoas", em vez de se indignarem com tudo isso que o Shadows, e bem, descreve no seu post, preferem indignar-se com quem ganha uns 200 euros mensais, que não obtém emprego em lado nenhum porque nenhum patrão lho quer dar, que recorre a uns biscates (uns mais legais que outros) para encher um bocado o bolso e que, em alguns casos (decerto minoritários) faz aquilo que "as pessoas" pensam mas não fazem: recusar-se a pagar água, luz e casa porque são direitos básicos e o estado, os senhorios e as empresas que vão roubar ao caralho. É isso, certo?

    ResponderEliminar
  49. "Indignados por um SIRESP que até distribui dividendos mas que não funciona para aquilo que foi contratado nem pode ser responsabilizado por isso?

    Indignados por um banco público que precisou de mais de 4.000M€ dos nossos impostos (e vai precisar de mais ainda) e afinal não há responsáveis por esse buraco? Foi “a crise”?"

    Indignado ainda mais por saber que um dos beneficiados pelo SIRESP foi esse tal que precisou de 4.000M€ do Estado, que depois contratou esse SIRESP.

    Em relação ao outro assunto e sabendo que existem boas e más pessoas em todas as raças/etnias, façamos um pequeno exemplo (devo avisar que conheço e trabalhei muito tempo com ciganos nas feiras):

    etnia/raça branca - boas pessoas = maioria
    - más pessoas = minoria

    etnia/raça cigana - boas pessoas = ?
    - más pessoas = ?

    Os pontos de interrogação são para serem preenchidos por cada um de vocês.


    Cumprimentos
    Rui Pinheiro

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.
Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica